terça-feira, 31 de março de 2009

quarta-feira, 25 de março de 2009

segunda-feira, 23 de março de 2009

ESPOSA DE PASTOR

Tenho 23 anos que exerço esse ministério de ser: Esposa de pastor. Sou grata a Deus a tantas pessoas que passaram na minha vida, durante todos esses anos. Pra mim em particular tem sido um grande privilégio. Em primeiro lugar, porque sou amada por meu esposo, ele tem sido o melhor marido do mundo; e em segundo lugar, tenho tido o privilégio de desfrutar de momentos e compartilhar com pessoas que só enriqueceram minha vida e a vida da minha casa.
É claro que durante estes anos, tenho experimentando o lado amargo também, mas isso acontece no nosso viver e em qualquer condição que vivamos... então em ser esposa de pastor não seria diferente, mas posso dizer com certeza que os momentos felizes não se comparam com as dificuldades. Tenho vividos com pessoas extraordinárias, e procuro aprender com elas. Relacionamento é custoso, mas também é muito gostoso.
Ao longo desses anos vamos aprendendo e ensinando. Eu sei que como esposa de um líder, você fica um pouco mais na vitrine da vida, se expõe muito mais, sua vida, sua casa, sua família é muito observada... mas o que eu aprendi, é que tenho que ser eu mesma, e tem sido anos felizes, nada de fingir ser alguém, que eu não sou, procuro, me esforço, pra que todos vejam a telma que eu sou, com todas as minhas qualidades e defeitos, que por sinal, esses defeitos eu sei, acabam muitas vezes ficando em foco mais do que deveriam, mas eu sei que acontece isso, justamente por eu ser quem sou:esposa de pastor.
Posso fazer um balanço honesto de todos esses anos, e dizer que não precisei vestir "uniforme de esposa de pastor" por onde andei; também não precisei usar uma linguagem especial para seu ouvida e amada. Apenas procurei ser eu mesma, buscando agradar em primeiro lugar ao Senhor que me ama do jeito que eu sou, e amando e respeitando aos que me rodeiam... e vou seguindo o meu caminho... cada dia me esforçando para ser uma pessoa melhor, uma esposa mais dedicada e amante, uma mãe exemplar, uma amiga que estar pronta para amar... vivendo de "fé em fé", sempre lembrando que tenho que ser..."exemplo dos fiéis, na palavra, no trato, no amor e na pureza..." como escreve o apóstolo Paulo ao jovem Timóteo.

quinta-feira, 12 de março de 2009

DESPERTA DÉBORA

SEU FILHO VALE 15 MINUTOS DE ORAÇÃO??


Qual é a mãe que responderia NÃO a esta pergunta? Contudo, não é fácil orar. Não é fácil orar nem por nossos filhos. A explicação é simples: a oração aprofunda nossa comunhão com Deus, nos faz íntimas dEle. Ela é o meio de comunicação direto com nosso Pai e a mais poderosa arma para a batalha espiritual. O inimigo não quer que oremos e faz de tudo para alcançar este objetivo.

Queremos orar. Decidimos orar, mas não encontramos o horário adequado, o lugar confortável, as palavras certas e até mesmo a motivação correta. Na maioria das vezes deixamos para orar no final do dia. É nossa última atividade antes de dormir. Deixamos a mais importante de todas as nossas atividades para quando já estamos cansadas física e mentalmente, quando já nem conseguimos nos concentrar direito. Temos as mais variadas justificativas para isto: achamos que é porque já teremos nos desocupado das tarefas do dia, e então estaremos "livres" para orar; já teremos atendido às necessidades do marido, dos filhos, da casa, do trabalho e então poderemos nos dedicar somente à oração. Engano! São as artimanhas do inimigo. Ele nos quer longe de Deus e nada mais eficaz do que nos colocar longe da oração e do poder que há nela.

Já observou como encontramos energia para cumprir com as mais variadas tarefas que o mundo nos impõe? E já parou para pensar como é difícil honrar nossos compromissos com Deus, com a igreja, com os irmãos? Precisamos parar de enxergar superficialmente e atribuir nossas falhas à correria do dia. Já passou da hora de encarar a verdade. Fazemos o jogo do inimigo cada vez que somos vencidos pelo desânimo espiritual; cada vez que encontramos um jeitinho de assistir a novela, falar ao telefone, ir à academia, fazer o almoço, atender a vendedora da Avon, e ficamos empurrando a oração pra depois.

Enquanto isto nossos filhos estão sendo submetidos à toda sorte de influência mundana. Estão bebendo, usando palavrão como se usa um "bom dia", violando seus corpos e mentes com apelos sexuais, estão trocando o envolvimento com Deus pelas ilusões de Satanás... Já pensou nisso?

Já parou para pensar que, enquanto estamos nos ocupando, ainda que seja com coisas lícitas, nossos filhos estão caminhando para o inferno?

Precisamos sair para a batalha em defesa dos nossos filhos.
Deus quer isto de nós. Cada filho nos foi dado por Deus em confiança. Ele nos responsabilizou por cada uma destas vidas. E não pense que ele nos confiou apenas filhos biológicos. Há os filhos adotivos e os espirituais pelos quais vamos responder da mesma forma.

Amamos verdadeiramente nossos filhos?
Então, não vamos nos deixar enganar. A ÚNICA maneira de amá-los, que vai ficar para a eternidade, é dobrar os joelhos e orar confiadamente por suas vidas.

Orando juntas glorificamos a Deus e derrotamos o inferno.
Valéria Braidotti
Coordenadora do Ministério Desperta Débora
da Igreja Presbiteriana de Piracicaba

quinta-feira, 5 de março de 2009

O Senhor está presente!!!!!!!!


"O Senhor te guiará continuamente, fartará a tua alma até em lugares áridos e fortificará os teus ossos; serás como um jardim regado e como um manancial cujas águas jamais faltam." Isaías 58:11
Quando me deparo com o texto acima, a minha sensação é de pura segurança. Sinto que estou segura, guardada, protegida, não importa as circunstâncias que eu esteja passando, Ele está comigo, e me guiando, e suprindo as minhas necessidades e me fortalecendo!!!!!!
Posso continuar caminhando... mesmo em meio as lutas, Deus está comigo!!!!!
Com carinho
Telma

quarta-feira, 4 de março de 2009

A RESPEITO DE COISAS QUE EU NÃO POSSO DEIXAR DE SABER

Você sabia que foi apenas no ano 190 d.C. que a palavra grega ekklesia, que traduzimos como igreja, foi pela primeira vez utilizada para se referir a um lugar de reuniões dos cristãos? Sabia também que esse lugar de reuniões era uma casa, e não um templo, já que os templos cristãos surgiram apenas no século IV, após a conversão de Constantino? Você sabia que os cristãos não chamavam seus lugares de reuniões de templos até pelo menos o século V? Você sabia que o primeiro templo cristão começou a ser construído por Constantino, sob influência de sua mãe Helena, em 327 d.C., às custas de recursos públicos, e sua arquitetura seguia o modelo das basílicas, as sedes governamentais da Grécia e, posteriormente, de Roma, e dos templos pagãos da Síria? Você sabia que as basílicas cristãs foram construídas com uma plataforma elevada acima do nível da congregação e que no centro da plataforma figurava o altar, e à sua frente a cadeira do Bispo, que era chamada de cátedra? Você sabia que o termo ex cathedra significa “desde o trono”, numa alusão ao trono do juiz romano, e, por conseguinte, era o lugar mais privilegiado e honroso do templo? Você sabia que o Bispo pregava sentado, ex cathedra, numa posição em que o sol resplandecia em sua face enquanto ele falava à congregação, pois Constantino, mesmo após a sua conversão ao Cristianismo, jamais deixou de ser um adorador do deus sol? Você sabia que o atual modelo hierárquico do Cristianismo, que distingue clero e laicato, teve origem e ou foi profundamente afetado pela arquitetura original dos templos do período Constantino?

Você sabia que Jesus não fundou o Cristianismo, e que o que chamamos hoje de Cristianismo é uma construção religiosa humana, feita pelos seguidores de Jesus ao longo de mais de dois mil anos de história? Você sabia que o que chamamos hoje de Cristianismo está profundamente afetado por pelo menos três grandes eras: a era de Constantino, a era da Reforma Protestante e a era dos Avivamentos na Inglaterra e nos Estados Unidos? Você sabia que é praticamente impossível saber a distância que existe entre o que Jesus tinha em mente quando declarou que edificaria a sua ekklesia e o que temos hoje como Cristianismo Católico Romano, Protestante, Ortodoxo, Pentecostal, Neopentecostal e Pseudopentecostal?

Você sabia que os primeiros cristãos se preocuparam em relatar as intenções originais de Jesus com vistas a estender seu movimento até os confins da terra? Você sabia que este relato está registrado no Novo Testamento, mais precisamente nos Evangelhos e no livro de Atos dos Apóstolos? Você sabia que o terceiro evangelho, Evangelho Segundo Lucas, e o livro dos Atos deveriam formar no princípio uma só obra, que hoje chamaríamos de “História das origens cristãs”? Você sabia que os livros foram separados quando os cristãos desejaram possuir os quatro evangelhos num mesmo códice, e que isso aconteceu por volta de 150 d.C.? Você sabia que o título “Atos dos Apóstolos” surgiu nessa época, segundo costume da literatura helenística, que já possuía entre outros os “Atos de Anibal” e os “Atos de Alexandre”?

Nesse emaranhado de coisas que eu não sabia, três coisas eu sei. A primeira é que a crítica que o mundo secular faz ao Cristianismo institucional tem sérios fundamentos, ou como disse Tony Campolo: “Os inimigos estão parcialmente certos”. A segunda coisa que sei é que nesta Babel que vem se tornando o movimento evangélico brasileiro, está cada vez mais difícil identificar a essência do Evangelho de Jesus Cristo, nosso Senhor. A terceira coisa que sei é que vale a pena perguntar aos primeiros cristãos o que eles entenderam a respeito de Jesus, sua mensagem, sua proposta de vida e suas intenções originais. Vale a pena voltar à Bíblia. Não há outra fonte segura de informação e formação espiritual, senão a Bíblia Sagrada, especialmente o Novo Testamento.

© 2009 Ed René Kivitz
http://www.ibab.com.br/ed090201.html

... e assim começamos...

Estou muito feliz em começar esta aventura, de escrever por aqui, sempre sonhei em ter o meu próprio blog, depois de gostar de ler e passear por tantos outros; mas ao mesmo tempo que estou feliz, estou tímida... mas quero romper com esta timidez que insiste em viver ao meu lado, e que eu insisto em romper com ela.
Vou escrever aqui um pouco de mim, do que vejo, sinto e descubro.
Quero compartilhar as minhas alegrias, os meus filmes, minhas comidinhas, meus interesses e principalmente o meu amor por JESUS.
É isso ai, espero conquistar um longa e sincera amizade.
Com carinho
Telma